Honda anuncia chegada da POP 110i ao mercado brasileiro

pop110A Honda anunciou uma grande novidade ao público que busca praticidade e agilidade em duas rodas: a nova POP 110i.

Moto de entrada do mercado brasileiro de duas rodas, o modelo
ganhou nova motorização em sua versão 2016 (109,1 cm³ de
capacidade volumétrica) e incorporou ainda mais tecnologia, com a adoção de injeção eletrônica de combustível, em substituição ao tradicional carburador.

Outra inovação é que passa a contar com três anos de garantia, sem limite de quilometragem e com ampliação dos intervalos de revisões. Apresentada no final de 2006, esta é a principal evolução do modelo desde o seu lançamento. Sob um conceito inovador, a POP foi um marco da Honda ao oferecer eficiência e praticidade aos motociclistas, com preço acessível de aquisição e baixa manutenção.

Na versão 2016, o modelo apresenta design renovado, porém mantendo o DNA Pop e estilo mais jovial, com novas carenagens e painel de instrumentos, agora ainda mais completo. O novo motor OHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, quatro tempos e comando de válvulas no cabeçote conta agora com 109,1 cm³ de capacidade volumétrica. Compacto e ainda mais econômico, deve ser abastecido apenas com gasolina e oferece boas respostas para deslocamentos urbanos graças à potência elevada para 7,9 cv a 7.250 rpm, com torque de 0,9 kgf.m a 5.000 rpm.

A POP 110i traz como uma das principais novidades o novo sistema de injeção eletrônica de combustível PGM-FI (Programmed Fuel Injection), que otimiza a combustão e diminui sensivelmente a necessidade de manutenção, além da redução de consumo de combustível. O modelo já está em total conformidade com a segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares), previsto para vigorar no País a partir de janeiro de 2016.

Comercializada nas cores vermelha, preta e branca, a nova POP 110i é produzida em Manaus (AM) e estará disponível na rede de concessionárias Honda a partir de agosto. O preço público sugerido é de R$ 5,1 mil com base no Estado de São Paulo, sem despesas com frete e seguro.

Fonte: Clicrbs